Coluna Esportiva: a realidade dos clubes mineiros nas séries A e B

Voltemos à nossa realidade do futebol

João Vitor Viana

A Copa acabou e voltamos aos nossos campeonatos. Teremos pela frente a Copa do Brasil, Libertadores – em ambos, apenas com o Cruzeiro representando o estado de Minas Gerais – e Campeonato Brasileiro das Séries A e B. Na Segundona, o Boa vai de mal a pior e se não mudar rápido o que por lá está acontecendo, a Terceira Divisão é o destino mais provável. Já na Série A, após a parada para a Copa do Mundo, todo o tempo de descanso aos atletas será apertado a fim de cumprir o calendário. Para o Cruzeiro, que além do Brasileirão ainda está envolvido em outras duas competições, mais apertado ainda. Haja elenco e fôlego!

Infelizmente não teremos as inovações que a Copa nos trouxe. Nada de árbitro de vídeo, nada de relógio que identifica se a bola entrou ou não. Pênaltis duvidosos continuarão ocorrendo, arbitragens continuarão sendo questionadas e o futebol brasileiro, em nada, ganhou com tudo isso. Aliás, quem já voltou a assistir aos jogos, possivelmente sentiu um pouco de nostalgia e até saudades da Copa. Afinal, aquela sensação de o árbitro rever o lance, de alguém do lado de fora poder chamar a atenção de quem estava em campo e nada passar despercebido era muito legal. Mas voltamos à nossa realidade. E vamos que vamos, duvidando de tudo e de todos, xingando o árbitro, pedindo pênalti e duvidando que a bola entrou no gol do nosso time.

recommend to friends
  • gplus
  • pinterest