A qualidade do ensino pede por debate de ideias

Por Deborah Moreira (*)

Durante os últimos dias muito tem se falado sobre o papel da fala do
professor e também sobre uma possível “doutrinação” por parte dos docentes, principalmente na graduação, ouvimos até mesmo falar que ao lecionar professores estariam tentado aliciar, partidariamente, alunos mais desavisados. Pois bem, é de conhecimento geral a desvalorização da categoria e, sai governo
entra governo, a situação sempre foi crítica. Todos nós temos experiências distintas e as aplicamos no nosso dia – a – dia, elas
são os frutos da nossa vivência de mundo. Esse legado também ocorre com nossos “amados mestres” . No entanto, quando se entra em uma universidade geralmente o aluno é maior de idade e presume-se que ele tenha um repertório de leitura satisfatório para
aprofundar em matérias como sociologia, filosofia e literatura com espirito crítico suficiente para debater as ponderações de várias correntes das ideologias partidárias.
Enfim, acertadamente os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram na noite de 31 de outubro, deste ano, por unanimidade, manter suspensas as decisões da Justiça Federal que autorizaram, na semana do segundo turno das eleições no Brasil, a realização de operações policiais em universidades do país. A corte entendeu que o ingresso de policiais e de agentes da Justiça Eleitoral nas instituições feriu a liberdade de expressão de alunos e professores, um direito garantido pela Constituição. Os ministros também condenaram qualquer tentativa de impedir a manifestação
de ideologias ou pensamento dentro das universidades. A decisão
do Supremo referenda uma liminar da ministra Cármen Lúcia, da mesma corte, que no sábado, véspera
do segundo turno, já havia suspendido provisoriamente os efeitos das decisões judiciais que determinaram a série de operações nas instituições de ensino. Portanto, a velha premissa permanece, pais orientem seus filhos e lhe passem valores, universidades acolham
o dialogo e debate de ideias, sociedade respeitem os professores,
mestres, doutores e pesquisadores.

(*) Jornalista 07603 SRTEMG-
Pós-Graduanda em
Políticas Públicas

recommend to friends
  • gplus
  • pinterest