Opinião: “Faltou a Renata dar um tapa em Bolsonaro”

 

João Vitor Viana

Jair Bolsonaro, embora lidere as pesquisas, é um dos que coleciona frases, no mínimo, polêmicas. Diante de Willian Bonner e Renata Vasconcelos, o postulante a presidente, novamente, se portou como  uma pessoa consciente daquilo que acredita. Tanto que em momento algum baixou o tom com os apresentadores, mesmo diante de perguntas feitas em tom “normal”. Bolsonaro, como afirmou Marina Silva, no debate da Rede TV!, acredita que o grito dita regras do poder e mesmo no estúdio da Globo, não mudou sua postura.

O momento “auge” da entrevista se deu quando Renata perguntou sobre a diferença salarial entre homens e mulheres. Bolsonaro, em resposta, disse que a CLT já afirma que isso está consolidado e que “os incomodados que procurem o Ministério Público do Trabalho”. Adicionou a resposta comparando o salário de Bonner com Renata, o que aparentemente a deixou bem incomodada. Renata, controlando o nervosismo que foi causado, afirmou que “o salário dela não diz respeito a ninguém e que jamais aceitaria receber menos que um homem nas mesmas funções que ela”. Disse ainda que como eleitora, ela pode questionar os vencimentos do parlamentar, o qual ela ajuda a pagar o salário. Faltou somente levantar e dar um tapa no rosto de Bolsonaro. No entanto, com palavras, ela conseguiu, talvez, um efeito maior.

recommend to friends
  • gplus
  • pinterest