Opinião: Investimento em CR7 já causa burburinho na Itália

João Vitor Viana

A Juventus, da Itália, anunciou a contratação do atacante Cristiano Ronaldo. O português, de 33 anos, assinou contrato por quatro temporadas. No entanto, sua contratação trouxe à tona duas vertentes: o ânimo dos torcedores da “Velha Senhora”, que se mostram esperançosos com a chegada do novo ídolo. Depois de perder Buffon, que por 17 temporadas envergou a camisa alvinegra, o clube italiano trouxe um ídolo mundial para o seu casting. Mas foi muito dinheiro investido, o que acabou chateando e provocando, inclusive, anúncio de greve de funcionários da Fiat, uma das maiores acionistas da Juve.

Segundo notícias vindas da Itália, os funcionários da montadora italiana mostraram-se insatisfeitos. Alguns, por exemplo, dizem que o investimento feito, cerca de 100 milhões de euros, seria suficiente para dar aumento considerável a todos os funcionários da empresa, que há 10 anos não veem nenhum reajuste e, pior, ainda sentem, no bolso, reflexo da inflação. Entre a paixão e a razão, a Juve se vê, antes mesmo de apresentar o novo reforço, em pé de guerra com trabalhadores da sua maior acionista. Veremos como será essa relação a partir da chegada de CR7.

recommend to friends
  • gplus
  • pinterest