Sebastião Campos: talento contagense mostrado em madeira

Há aquelas pessoas que nascem em um lugar, mas se criam em outros.
E onde se criam, fixam raízes, criam suas famílias, fazem suas vidas. Esse é Sebastião Campos, que nasceu, há 77
anos em Desterro de Entre Rios, mas há mais de 50 vive em Contagem. Há cerca de 20 anos, começou a fazer bijuterias refinadas em suas horas de folga, confeccionando especialmente terços e rosários de miçangas, por
gosto e para incrementar a renda familiar. No entanto, após sua aposentadoria, com mais tempo e disposição, iniciou a produção de bonecos/esculturas de madeira e passou a ser conhecido por isso.
E é algo recente. Há cerca de dois anos, influenciado pelo filho Jônatas Milagres Campos – artista, ilustrador e designer – Sebastião começou a mostrar sua criatividade, bom humor, senso de observação e curiosidade em arte, que se potencializaram nesta produção artesanal. Sua simplicidade, irreverência e “ingenuidade”, estão presentes em todas as peças que, individualmente ou em grupos, contam um pouco da história do mundo em ricas e detalhadas crônicas visuais. Em pouco tempo produzindo, mais de 1000 esculturas foram feitas. E assim se define: “Sou um
homem do campo aposentado que encontrou na arte uma forma de expressar os sentimentos e andanças da vida”.
A produção de Sebastião está exposta na Galeria do Centro Cultural de Contagem sob o título “Mundo Mítico – bonecos de madeira e objetos de Sebastião Campos”.

recommend to friends
  • gplus
  • pinterest