Psicóloga dá dicas de como fazer com que a criança tenha foco durante o ensino remoto, após um ano de isolamento social.

By

Desde o ano passado, os estudantes estão no regime de ensino à distância devido ao isolamento social causado pelo início da pandemia. Diante desse cenário, os pais têm relatado a dificuldade de concentração dos filhos durante as aulas. Com home office dos pais, brincadeiras dos irmãos mais novos, animais de estimação, brinquedos e tudo que pode prender a atenção da criança por perto, a situação fica cada dia mais complexa, uma vez que o índice de pessoas imunizadas no país ainda não é o suficiente para a volta do ensino presencial.

Para a Psicóloga e Psicopedagoga Roneida Gontijo, em casa, eles se sentem num local de descontração e lazer. “Desde cedo, a criança entende que o lar é um lugar de descanso, voltado para o relaxamento e atividades prazerosas. Logo, quando esse contexto é mudado, gera estranhamento. O que dificulta a adaptação e influência no seu comportamento durante as vídeo aulas”.

Segundo a psicóloga, muitos reclamam da situação por saudade dos colegas de turma, cansaço físico e psicológico. “Durante os atendimentos terapêuticos, eles costumam reclamar das aulas longas, com pouca interação, entre outros questionamentos listados pelos alunos desde o ano de 2020, quando elas passaram a ser remotas”, comentou.

O que fazer para que a criança se concentre nas aulas online?

A pergunta não é difícil, mas, desafiadora. Sustentar a concentração da criança durante longas horas seguidas de aulas transmitidas na web não é uma tarefa fácil, mas, também não é impossível.

Para te ajudar nesse momento, Roneida separou algumas dicas importantes e que contribuirão para uma melhora na concentração do seu filho durante as aulas remotas, confira:

*         Separar um local para estudo é ideal: primeiro, organize um espaço de estudo arejado, com mesa adequada, cadeira confortável, cadernos e lápis;

*         Crie uma rotina com tarefas: estabeleça horários para o estudante, incluindo momentos para brincadeiras e descanso. Use agenda diária com as tarefas que serão realizadas e respeite os horários de dormir e acordar, eles colaboram para o equilíbrio da rotina do aluno;

*         Use uniforme durante as aulas: principalmente para os pais de crianças menores, isso vai fazer com que a criança entenda que não está de férias e sim, em aula;

*         Participe da vida acadêmica deles: demonstre interesse pelo aprendizado dos filhos. Procure saber das tarefas, se há alguma dúvida no conteúdo estudado e defina um horário para realizar os exercícios extraclasse.

A especialista garante que dicas básicas como estas podem auxiliar até mesmo no aprendizado da criança e reanimá-los na participação e concentração durante o período das aulas web. “Se for necessário, busque apoio profissional e psicológico. Sabemos que tem sido um momento desafiador para todos, mas que vai passar e com ajuda certa fica um pouco mais fácil”, ressaltou Roneida.

Fonte: Roneida Gontijo, psicóloga e psicopedagoga, especialista no acompanhamento terapêutico de crianças, adolescentes e adultos (@roneidagontijo).

Foto: Internet

Você pode querer ler

Mais quentes