Prefeitura cadastra trabalhadores da saúde do setor privado para vacinação contra a Covid-19

By

A Prefeitura de Contagem começou nesta quarta-feira (7/4) o cadastro para a vacinação de trabalhadores da área da saúde do setor privado em atividade assistencial que ainda não foram imunizados contra a Covid-19.

O cadastro deve ser feito exclusivamente no FORMULÁRIO (clique aqui) disponível no portal da prefeitura. A Secretaria Municipal de Saúde informa que não serão aceitos envios de e-mail ou solicitações por telefone.

Após o cadastro, a imunização será realizada de acordo com as doses recebidas e as orientações do Plano Municipal de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

A confirmação do agendamento se dará, EXCLUSIVAMENTE, por email.

Classificação 

São considerados trabalhadores da saúde, conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI), trabalhadores de estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde; ou seja, que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde, a exemplo de hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e outros locais. Dentre eles, estão os profissionais de saúde que são representados em 14 categorias, conforme resolução n° 287, de 8 de outubro de 1998, do Conselho Nacional de Saúde (médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares), agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio (exemplos: recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros).

Estão incluídos, ainda, os profissionais que atuam em cuidados domiciliares (exemplos: programas ou serviços de atendimento domiciliar, cuidadores de idosos, doulas/parteiras), funcionários do sistema funerário, Instituto Médico Legal (IML) e Serviço de Verificação de Óbito (SVO) que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados e acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios.

Repórter Vanessa Trotta Batista

Você pode querer ler

Mais quentes