Você conhece uma família que era unida e que acabou após o falecimento dos pais

By
Aposto que sim! ⠀
Acertei? ⠀
Você pode evitar que isso aconteça com a sua família através de um Planejamento Sucessório.

O planejamento da sucessão dos seus bens, permite que você defina quem, quando e como serão utilizados os bens destinados aos seus herdeiros legítimos e testamentários, reduzindo assim os conflitos familiares, fortalecendo vínculos afetivos, identificando as lideranças e atuando na preservação dos interesses familiares, que após a morte, continuarão atendendo pela própria essência do patrimônio construído durante toda uma vida.

Este planejamento compreende em um conjunto de ações realizadas em vida, para serem cumpridas como manifestação de vontade após o falecimento da pessoa com o objetivo do bem comum dos seus herdeiros, construindo assim, um ambiente pacífico de transição da titularidade da herança, contribuindo para a melhor manutenção do conjunto de bens deixados pelo morto.

Nada mais justo que a sua vontade seja respeitada após o seu falecimento, isso gera tranquilidade para todos da família em um momento tão doloroso.

Essa atitude de planejar a sua sucessão evitará possíveis conflitos entre os herdeiros, impedindo a destruição e a desvalorização do patrimônio deixado, bem como reduzindo os custos com o processo de inventário.

Existem inúmeras formas de se realizar um planejamento sucessório, desde a escolha do regime de bens, doação, testamento, seguro de vida, criação de empresas como holding familiares, dentre várias outras ações. Cada planejamento sucessório será elaborado de forma personalizada por um advogado, respeitando as particularidades de cada caso.

Para saber mais informações de um planejamento sucessório, procure um advogado de sua confiança e explique qual a sua vontade, vez que ele é o profissional capacitado para analisar a legalidade do plano de sucessão estabelecido por você.

Você pode querer ler

Mais quentes