Prefeitura oferece oportunidades para cumprimento de penas alternativas

By

A Prefeitura de Contagem oferece aos infratores condenados com penas alternativas a oportunidade de reintegração à sociedade. A iniciativa contribui para o processo de ressocialização dos indivíduos que cometeram delitos considerados pela Justiça de baixo potencial ofensivo.

Segundo a administradora da Regional Industrial, Renata Gomes, a parceria entre a Prefeitura e a Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas (Ceapa) dá oportunidades aos apenados que buscam uma nova chance na sociedade.

“O mais importante é entender que os cumpridores de penas alternativas são pessoas que possuem bagagens e trajetórias de vida. Por isso, precisamos identificar as potencialidades, resgatar a autoestima, a identidade, além dos valores pessoais e sociais de cada um”, explicou.

Atualmente, a Regional Industrial, por meio da Gerência dos Programas de Assistência, Inclusão Social e Cidadania, acompanha três jovens que estão trabalhando na construção de uma horta comunitária no CSU Amazonas e também no projeto que oferece aulas gratuitas de skate e patins para crianças e adolescentes.

A Regional e o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Industrial  solicitaram à gestão do Programa de Reinserção do Egresso do Sistema Prisional que avalie e verifique a possibilidade de os apenados poderem participar das aulas e atividades realizadas nas escolas de capacitação. que também serão abatidas nas horas a serem cumpridas pelos condenados.

“É necessário cumprir o nosso papel social, construir a ressocialização e fortalecer os vínculos capazes de incentivá-los a continuar nas atividades”, disse a gerente da Regional Industrial Maria da Glória.

O apenado beneficiado Joubert Emanuel informa que assim que chegou à Regional para cumprir a pena alternativa foi muito bem recebido e tratado com respeito. “Graças a Deus, me deram essa oportunidade. A horta que estou ajudando a construir é um serviço que gosto muito de fazer”, salientou.

Já Renato Sérgio, outro jovem em acompanhamento pela Ceapa, disse que está valendo a pena. “Sinto valorizado e vejo que posso contribuir com a sociedade”.

Segundo a analista social da Ceapa Contagem, Gabriela Figueiredo, a parceria com a Prefeitura é importante porque atua em uma região com dinâmica criminal significativa.

“As pessoas que enviamos para esse programa cometeram delitos que a Justiça considerou de baixo potencial ofensivo. Ao invés de receberem penas de privação de liberdade, receberam penas alternativas que são cumpridas com prestações de serviços à comunidade. Procuramos ampliar o programa e também as atividades. Mas sempre damos preferência às pessoas que residam na própria região para que os serviços contribuam para com a comunidade local”, explicou.

De acordo com o gestor social da Unidade de Prevenção à Criminalidade de Contagem – Ceapa/PrEsp, Leonardo Martins, atualmente são cerca de 160 instituições parceiras no município, entre ongs, igrejas, escolas e serviços públicos. “Estamos revisitando as instituições municipais para apresentar e articular novas parcerias.

Recentemente foi fechada outra parceria com a Secretaria Municipal de Prevenção, Proteção e Segurança, que envolve a Guarda Civil, a Defesa Civil e a Junta Militar e Prevenção”, afirmou o gestor.

 

Repórter:  – Foto: Divulgação Regional Industrial

Você pode querer ler

Mais quentes