Caminhada pela Saúde conscientiza moradores da Sede para a importância da imunização contra a Covid-19

By

Uma caminhada na região Sede conscientizou moradores sobre a importância de imunização e alertou para a necessidade da segunda dose. Fizeram parte dessa ação o Zé Gotinha e a Maria Gotinha. Até o momento, a primeira dose da vacina foi aplicada em 228.278 pessoas, enquanto a segunda atingiu 62.780 cidadãos.

“É importante que os contagenses sigam as orientações das instituições nacionais e internacionais e vacinem as duas doses. Só assim conseguiremos controlar a pandemia”, alerta o secretário de Saúde de Contagem, Fabrício Simões. “A primeira dose é importante para alertar o corpo, mas somente com a segunda a imunização fica, de fato, maior. A única vacina que não exige a segunda dose é a da Janssen. Contudo, todas as vacinas que estamos aplicando, sem exceção, são boas e validadas pela Anvisa”, completa.

Quanto à ação, o administrador Regional Sede, Lindomar Diamantino, reforçou que é importante alertar a todos sobre essa necessidade. “Isso é importante porque há pessoas que não tomaram, ainda, a segunda dose. Muitos desconhecem que é preciso receber mais de uma vacina. Outros não conhecem o calendário de vacinação. Por isso, caminhamos pela nossa regional, alertando sobre os benefícios de ser vacinado e conversando com as pessoas”.

Para a prefeita de Contagem, Marília Campos, existe no município, para aqueles que precisam receber a segunda dose, mais de 40 mil doses reservadas da vacina contra a Covid-19. O secretário de Saúde, Fabrício Simões, alerta para que os cidadãos fiquem atentos ao calendário. “As vacinas são seguras, inclusive para grávidas e puérperas. Todos devem se imunizar”.

Segurança

Moradora do bairro Alvorada, Lucélia Silva, parabenizou a Prefeitura pela ação. “Sabemos que as vacinas estão chegando e não podemos ficar escolhendo. É importante essa conscientização. Quero muito voltar à minha vida normal”, fala, salientando que durante a pandemia acabou perdendo o emprego. Já Sérgio Brota, comerciante do bairro Quintas Coloniais, não vê a hora de receber a segunda dose. “Vacinei a primeira vez e estou aguardando a segunda. Se Deus quiser, em agosto receberei essa graça”.

Comunicação – 02/07/2021, 12:17:06 – Repórter:  – Foto: Divulgação Regional Sede

Você pode querer ler

Mais quentes