Mutirão de consultas especializadas pretende reduzir fila de espera em Contagem

By

Com a retomada das atividades presenciais após o controle da pandemia com a vacinação, a Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria de Saúde, está finalizando o cronograma para a realização do “Mutirão Mais Consultas” para atender a demanda reprimida das consultas especializadas no município. Com a decretação da pandemia em março de 2020, a marcação das consultas passou a apenas 50% da capacidade, o que contribuiu muito para o aumento da fila que já estava represada nos anos anteriores.

De acordo com o levantamento de setembro, estão na fila 59.064 pessoas, sendo 35.565 para primeira consulta e 23.499 para retorno. Desde abril deste ano, os Centros de Atenção Especializadas Iria Diniz e Ressaca vêm disponibilizando mais vagas para atender as demandas para oftalmologia, o que impactou positivamente reduzindo a fila de espera para essa especialidade e também para Pré-Natal de Alto Risco, que foi zerada. O mesmo está sendo feito para fazer a fila da ortopedia andar e poder assim atender ao maior número de usuários.

Embora a fila de espera dessas especialidades citadas tenha conseguido avanços, a superintendente de Atenção Especializada, Carla Cristina Vítor, destaca que ainda está em fase final o processo para a realização do “Mutirão Mais Consultas”. “O mutirão está nos ajustes finais para que a população que aguarda as consultas seja atendida no maior número possível de especialidades”.

Atualmente, os dois Centros de Atenção Especializada operam com 80% das vagas para consultas, exames e procedimentos. Em outubro, a previsão é de que esteja funcionando com 100% da capacidade.

O “Mutirão Mais Consultas” vai atender as especialidades de cardiologia adulto e infantil, cirurgia ambulatorial; cirurgia plástica; dermatologia, endocrinologia adulto e infantil; neurologia adulto e infantil; nefrologia adulto, ortopedia, otorrino geral, pneumologia, postectomia, proctologia, urologia e vasectomia.

A previsão é de que o mutirão seja realizado durante oito meses começando a partir da segunda quinzena de outubro de 2021. As consultas serão realizadas no Centro de Atenção Especializadas Iria Diniz e no Centro de Consultas Especializadas Ressaca, sempre de segunda a sábado, inclusive, com a oferta de exames para suporte de apoio diagnóstico.

A proposta é que o mutirão oferte 55.932 mil primeiras consultas e 41.107 consultas de retorno, totalizando aproximadamente 100.000 mil atendimentos. O custo estimado do projeto referente a consultas e exames está em aproximadamente R$ 6 milhões 200 mil.

Novidade: pós-consulta

A Prefeitura e a Secretaria de Saúde querem com o mutirão inovar e implantar a Pós-Consulta no Centro de Atenção Especializada Iria Diniz. O objetivo é orientar e gerenciar o cuidado com usuário do Sistema Único de Saúde – SUS, para agilizar o agendamento dos exames e dos retornos necessários, garantindo assim a efetividade da ação.
Outra medida que vem sendo estudada é a descentralização das consultas especializadas que serão distribuídas em quatro polos distritais. Porém esta medida está sendo avaliada, para ser implementada a médio e longo prazo.

Repórter: Jefferson Lorentz

Você pode querer ler

Mais quentes