Projeto-piloto de desdobramento do planejamento estratégico é expandido

By

Objetivo é melhorar a prestação jurisdicional e os resultados do Judiciário

A 1ª Vice-Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais expandiu para o 2º Cartório de Recursos a Outros Tribunais o projeto de desdobramento do planejamento estratégico – 2º CAROT, cuja superintendência é diretamente atribuída à Primeira Vice-Presidência.

O projeto consiste na implantação do Desdobramento do Planejamento Estratégico Aplicado nos cartórios de 2ª Instância. A unidade inicialmente beneficiada foi o 1° Cartório de Feitos Especiais (Cafes).

O objetivo da iniciativa é promover a padronização e o aperfeiçoamento gerencial dos cartórios, estabelecendo uma linha de atuação que auxilie no cumprimento tanto do planejamento estratégico traçado pelo TJMG quanto dos macrodesafios e indicadores de desempenho do Poder Judiciário, estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para os anos de 2021-2026.

Cronograma

O desdobramento do planejamento estratégico (DPE) inclui quatro etapas. A primeira delas é de diagnóstico, com a identificação de todas as questões que estejam impedindo o cumprimento das metas estabelecidas e a produção dos resultados esperados no cartório alvo da ação. Esse trabalho inicial deve ser concluído em até 30 dias, levando em conta a realidade e os desafios que cada unidade enfrenta no seu dia a dia, provendo um planejamento personalizado e adequado ao cenário.

A fase seguinte é a de elaboração de um plano, com a definição das metas que devem ser alcançadas, bem como do cronograma para isso.

A terceira etapa prevê um plano de ação gerencial, com o detalhamento de todas as ações que precisam ser adotadas pelo cartório.

A última fase, de acompanhamento permanente, é a de garantir a continuidade das ações, de forma a manter os resultados positivos alcançados. Nessa etapa, estão previstos as correções e os realinhamentos que se tornarem necessários. Todas as fases do trabalho serão documentadas.

O projeto-piloto “Desdobramento do Planejamento Estratégico no âmbito da 2ª Instância” foi instituído pela Portaria-Conjunta 1.208/2021.

Inovação

O projeto-piloto será executado pela Secretaria de Padronização e Acompanhamento da Gestão Judiciária (Sepad), ligada à 1ª Vice-Presidência, e traz como inovação uma visão sistêmica para a gestão nos cartórios.

Ao todo, serão analisados nove grupos temáticos, relacionados a histórico e estatísticas, metas do CNJ, produtividade, leiaute, acervo, processos de trabalho, gestão do conhecimento e de pessoas, bem como sustentabilidade.

Além de promover a melhoria de resultados e processos de trabalho nos cartórios, o DPE terá como fruto secundário a possibilidade de identificar boas práticas de gestão, que poderão ser validadas pela Sepad e virem a se tornar padrões a serem seguidos por todas as unidades.

Após o trabalho no 1° Cafes e a constatação da viabilidade do projeto, a 1ª Vice-Presidência pretende expandir a iniciativa para os demais cartórios judiciais, de forma a promover uma melhoria na qualidade dos serviços prestados.

Legenda da foto: O projeto consiste na implantação do Desdobramento do Planejamento Estratégico Aplicado nos cartórios de 2ª Instância (Foto: Robert Leal/TJMG)

Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom
Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG

Você pode querer ler

Mais quentes