Automóveis parados nas garagens ‘sofrem’ com o isolamento, explica professor da UFMG

By

Pneus, bateria e até o combustível podem sofrer danos em razão da inatividade

As medidas de distanciamento social reduziram o número de carros em circulação nas ruas e avenidas das cidades, e alguns veículos estão parados. A inatividade dos automóveis pode trazer problemas, segundo o professor José Eduardo Mautone Barros, do Departamento de Engenharia Mecânica da Escola de Engenharia da UFMG. Neste vídeo produzido pela TV UFMG ele dá algumas dicas aos proprietários:

Os carros são produzidos para serem constantemente usados. Quanto maior o tempo sem rodar, mais chances de itens como pneus, combustível e bateria apresentarem problemas. A recomendação é que, a cada 15 dias, o condutor ligue o veículo por 10 minutos e faça uma inspeção geral. Proprietários de dois ou mais automóveis devem fazer o revezamento entre eles quando precisar utilizá-los.

Equipe: Luiz Cisi (produção e reportagem), Marcia Botelho (edição de imagens) e Jessika Viveiros (edição de conteúdo)

Você pode querer ler

Mais quentes