BH em Cantos

By

 

 

 

 

 

Braços abertos

Conheça a Praça do Cristo Redentor, um ponto de encontro e lazer no Barreiro

 

    Região de muitas montanhas, o Barreiro possui locais de onde é possível apreciar um amplo horizonte. Mais de 90% do território tem altitude superior a mil metros, conforme dados do Plano Diretor de 1995.

 

    Situada a 1.042 metros de altitude, a estátua do Cristo Redentor é destaque na paisagem local. O monumento construído em 1956, no alto do bairro Milionários (Rua Lalá Fernandes, sem número), foi idealizado pelo imigrante italiano Caetano Pirri e esculpido por João Scuotto.

 

    Marco na história do Barreiro, tombado como Patrimônio Histórico, o Cristo tem altura de 11,80 metros, excluindo a base, que ocupa uma área de quatro metros quadrados acima do alicerce de sustentação de dois metros. O comprimento total dos braços da estátua é de 13,50m de uma a outra extremidade, com 1,3m para cada mão. A cabeça mede 1,80m.

 

    Em sua estrutura, o monumento é sustentado por quatro colunas, e os braços por vigas apoiadas em duas dessas colunas. O Cristo foi posicionado no eixo da praça, que possui 84 metros de cada lado.

 

    Avistado ao longe, o local é uma das melhores opções para quem quer apreciar o conjunto de bairros e serras do Barreiro. A partir dele se tem ampla vista da grande cadeia de montanhas que emolduram a região.

 

    De um lado, a praça apresenta aos visitantes o Hospital Metropolitano, parte do conjunto de bairros das regiões popularmente conhecidas como Barreiro de Cima e Barreiro de Baixo, além do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, à esquerda, e do Anel Rodoviário, ao fundo.

 

    Com arena, ampla área de convivência e localização privilegiada, a Praça do Cristo também é visitada por quem busca a prática de esportes e lazer, além de atividades culturais e religiosas.

 

    O piso de pedra portuguesa forma um belo desenho geométrico, cujo centro é a estátua. Jardins e equipamentos de ginástica complementam a estrutura do local que circunda o imponente monumento.

 

    “Venho todos os dias à Praça fazer caminhada, correr e usar os equipamentos de ginástica”, afirma Diógenes de Amorim, morador do Bairro das Indústrias. “Aqui fica sempre cheio. Muita gente usa os equipamentos”, completa.

 

    A Praça também atrai crianças e jovens em busca de diversão. Vinícius, de dois anos, aproveita o espaço para correr com o avô. Ilton José de Souza, vizinho do local há 18 anos, diz que sempre traz o neto pra brincar com outras crianças.

 

    Abaixo da escadaria, aproveitando a declividade natural do terreno, Cauã Jorge, de 11 anos, arrisca manobras no skate. “Sempre venho com meus colegas jogar futebol e bater papo”, revela o garoto.

 

    Segurança e Limpeza

 

    Os cuidados da Prefeitura com o espaço incluem, além da manutenção dos equipamentos e jardins, a limpeza e segurança. A praça possui lixeiras, recebe varrição duas vezes por semana e capina periódica.

 

    “Sempre que varremos, limpamos as canaletas de vazão da água pluvial e o jardim”, garante Jairo Drosghi, fiscal de contrato da gerência regional de limpeza urbana Barreiro.

 

    Por meio de uma câmera do Projeto Olho Vivo, instalada pela Prefeitura, a Polícia Militar monitora o local. Há 30 anos morando na Rua Lalá Fernandes, bem em frente ao Cristo, Cleusa Maria da Costa se sente segura. “O vandalismo aqui praticamente acabou. Sempre tem eventos e tem sido muito tranquilo”, garante.


    O escultor

 

    Autor da escultura do Cristo do Barreiro, João Scuotto nasceu em São Paulo, em 1902, e morreu em Belo Horizonte, em 1982. Trabalhou para as sociedades carnavalescas do Rio de Janeiro e de São Paulo, fazendo carros alegóricos. Mudou-se para Belo Horizonte no início dos anos 50, onde fez várias esculturas para o Cemitério do Bonfim e diversos outros monumentos da cidade.

 

    Como chegar

 

    Localizada a 300 metros da Via do Minério, principal via de acesso ao Barreiro, a Praça do Cristo é atendida pelas linhas de ônibus 318, da Estação BHBus Barreiro, e 1760, que liga a região a Contagem, ambas passam pelo centro comercial do Barreiro.

 

 

    FOTOS ANEXAS

    Foto 1 – Cleusa Maria Costa destaca tranquilidade do local e se exercita na Academia a Céu Aberto diariamente

    Fotos 4 e 5 – Cauã Jorge, 11 anos, vai à praça brincar e encontrar os amigos

    Foto 6 – Videomonitoramento oferece segurança aos frequentadores

    Foto 8 – Para Diógenes de Amorim, a praça é local de treinamento

    Foto 2 – Praça do Cristo, bairro Milionários

Você pode querer ler

Mais quentes