Defesa Civil de Contagem realiza simulado preparatório para enfrentamento de ocorrências de soterramento e desabamentos no Morro dos Cabritos.

By
A Subsecretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil do Município de Contagem, em conjunto com o 2º Batalhão de Bombeiros Militar de Contagem,  realizou na manhã desta sexta-feira (27), no entorno do Morro dos Cabritos, um simulado preparatório para enfrentamento de possíveis casos de emergência como soterramento e desabamento durante o período chuvoso.
A ação, que durou três horas, foi feita para preparar as equipes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da administração municipal, além de moradores voluntários, para lidar com possíveis situações de riscos de desabamentos e soterramentos. Segundo a Defesa Civil, o Morro dos Cabritos é uma região de Contagem onde há incidência de ocorrências de danos no período chuvoso.
O plano de ação só foi revelado aos agentes e moradores participantes no início da simulação. A ideia foi utilizar o elemento surpresa para testar os atendimentos das equipes em situações de imprevisibilidade. “Decidimos por uma ação surpresa para testar também a resposta dos atendimentos das ocorrências pelos nossos agentes. Fizemos todos os procedimentos como se fosse uma ocorrência real na qual não se conhecia a situação do local em que estávamos indo”, disse o coordenador da Defesa Civil de Contagem, Samuel Lara, para quem o exercício atendeu às expectativas dos organizadores.
Em janeiro deste ano, as fortes chuvas provocaram cinco desabamentos e a retirada de ao menos 100 famílias do local. “Nós buscamos fazer um trabalho para conscientizar essas pessoas sobre o risco de reocuparem uma área de risco. No início do ano, atendemos muitas ocorrências aqui no Morro dos Cabritos e, felizmente, graças ao nosso trabalho preventivo de retirar as famílias, não tivemos nenhum óbito aqui”, afirmou Lara.
Boneco
Nesta sexta-feira, um boneco, simulando uma vítima, foi colocado no local escolhido para o treinamento pelo Corpo de Bombeiros, cujos integrantes empregaram técnicas operacionais estabelecidas pela agência INSARAG, da Organização das Nações Unidas (ONU), para o resgate da peça. “Essas técnicas são conhecidas mundialmente e muito utilizadas pelo Corpo de Bombeiros. Implantamos o boneco no meio de escombros, além disso, foi simulado também que no local houve um deslizamento de terra em cima desse boneco”, afirmou o tenente Sander, do 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros.
Os militares também fizeram o escoramento de paredes para facilitar o acesso ao boneco. Por sua vez, agentes da Defesa Civil retiraram os moradores do entorno da área utilizada para o exercício. Integrantes da Transcon interditaram vias de acesso ao local. A Subsecretaria de Habitação e o Centro de Referência de Assistência Social do Ressaca testaram o atendimento assistencial prestado às famílias. Representantes da Cemig e policiais militares também participaram do treinamento.

Samuel Lara ainda ainda repassou orientações à população que mora em áreas consideradas de risco. “Quando perceberem o menor sinal de perigo, seja movimentação de terra, trincas, árvores e postes inclinados, procurem um lugar seguro e nos acionem. A Defesa Civil pelo número 199 e, em casos de vítimas, liguem para o Corpo de Bombeiros no número 193”, finalizou.

AT.TE.
Leonardo Melo Diniz
Jornalista – Registro Profissional: 19623/MG
Secretaria Municipal de Comunicação

ASSESSORIA DE IMPRENSA

FOTOS: CAMILA GONÇALVES E SILVA

Você pode querer ler

Mais quentes