Editora UFMG lança Um dia luminoso

By

A obra integra o selo infantil Estraladabão

O livro Um dia luminoso, de Adlane Vilas-Boas e Fabrício Fidélis, com ilustrações de Bruno Assis Fonseca, será lançado no próximo sábado, 19 de maio, às 11 horas, no Espaço do Conhecimento UFMG. No lançamento, com entrada gratuita, haverá contação de histórias e declamação de poemas. O livro faz parte do selo Estraladabão da Editora UFMG, segmento de livros informativos para crianças.

O Espaço do Conhecimento fica na Praça da Liberdade, nº 700, bairro Funcionários. Mais informações em[www.editoraufmg.com.br]www.editoraufmg.com.br ou pelo número (31) 3409-4658.

Um dia luminoso conta a história de Jéssica, uma menina curiosa que adora ciência. Ela vai levar os leitores para uma história de descobertas, onde a luz e a natureza são os principais personagens. Fotossíntese, bioluminescência, arco-íris e eletricidade são alguns dos temas abordados no livro, que é indicado para crianças entre 6 e 13 anos.

Além disso, Um dia luminoso tem projeto dinâmico com tecnologia QR code. Através de um aplicativo de celular ou tablet, que faz a leitura do código quando posicionado nas páginas do livro, a criança tem acesso a arquivos de música, poesias, animações e textos científicos que complementam as explicações da história.

Segundo Adlane Vilas-Boas, o objetivo do livro é despertar na criança o interesse pela ciência e oferecer ferramentas tecnológicas acessíveis para que o processo de aprendizagem seja mais divertido.

O projeto de Um dia luminoso começou em 2015, quando a professora da UFMG Adlane Vilas-Boas ganhou um concurso, patrocinado pelo CNPq e pelo Instituto Tim, para a criação de um livro infantil com o tema “luz”. Com a ajuda do educador Fabrício Fidélis, Vilas-Boas iniciou uma pesquisa na rede pública de ensino de Belo Horizonte para descobrir como as crianças viam a ciência.

A personagem Jéssica foi sendo construída pelos dois educadores e depois ganhou cor nas mãos do artista Bruno Assis Fonseca. “O livro se passa em uma vila na periferia e me inspirei na Vila Acaba Mundo e no Aglomerado da Serra”, explica o ilustrador. Foi observando as cores incertas das ruas das vilas que Bruno escolheu as técnicas de nanquim e aquarela e a forma assimétrica do cabelo da menina Jéssica.

Essa identidade visual provocou uma simpatia imediata nos alunos de Fabrício Fidélis, que acompanharam o trabalho de perto, ajudando os criadores a levarem a história para a realidade deles. Fabrício, que é educador há 15 anos na Prefeitura de Belo Horizonte, diz que ao longo do seu trabalho já conheceu muitas Jéssicas. “A escolha do nome da personagem é uma homenagem que fazemos aos meus alunos”.

Sobre os autores

Adlane Vilas-Boas veio para Minas Gerais, ainda pequena, com seus pais. A curiosidade sobre a vida e o funcionamento das coisas fez com que se tornasse cientista.

Fabrício Fidélis é professor de artes para crianças e gosta muito de pintar, escrever poesias e ler.

Bruno Assis Fonseca cresceu em Portugal, rodeado por softwares gráficos, píxeis e mesas digitalizadoras. Hoje, acha muito mais graça nas tintas e nos pincéis devido à sua fluidez e imprevisibilidade.

Um dia luminoso

Adlane Vilas-Boas e Fabrício Fidélis (Criação)

Bruno Assis Fonseca (Ilustração)

Estraladabão

2018, 32 páginas, ISBN: 978-85-53128-07-5

Preço: R$22,00

Você pode querer ler

Mais quentes