Hospital Municipal de Contagem é o 3º na oferta de leitos para Covid-19 entre instituições de saúde púbica da macrorregião formada por BH e 100 cidades mineiras

By

Foram criados 50 leitos de UTI e 30 de enfermaria no Hospital Municipal de Contagem

Com a ampliação de leitos, o Hospital Municipal de Contagem (HMC) aparece em terceiro lugar no ranking das unidades públicas de saúde que mais prestam assistência a casos de Coronavírus na macrorregião de Minas em que o Município faz parte, formada por 101 cidades. De 1º de março a 25 de julho foram feitas 850 internações.

O primeiro do ranking é o Hospital Metropolitano Célio de Castro, no Barreiro, com 1.803 pessoas internadas no período, seguido pela Santa Casa BH, com 1.335 internações. As duas instituições são da capital mineira. Os dados foram tabulados pelo sistema SUS Fácil.

O Hospital Municipal de Contagem aparece à frente do Hospital Eduardo de Menezes, também em Belo Horizonte, que é referência estadual no tratamento de doenças infectocontagiosas. Com 847 internações, a instituição da rede Fhemig aparece na quarta posição.

Os números do Hospital Municipal de Contagem mostram o compromisso da gestão em prestar assistência à população e a moradores de Sarzedo e Ibirité, que dependem do sistema de Saúde de Contagem, por meio da regulação de leitos.

Até o momento, a rede SUS Contagem tem absorvido sua própria demanda, já que houve uma reestruturação de atendimento devido à pandemia. Só no Hospital Municipal de Contagem foram criados 50 leitos de UTI e 30 de enfermaria, exclusivos para tratamento de Covid-19. Setenta e cinco profissionais foram contratados para trabalhar no HMC.

A subsecretária de Assistência à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Kênia Carvalho, ressalta que uma das prioridades do Plano De Contingência do Município no combate ao Coronavírus é a ampliação do acesso à internação. “É importante contarmos com a estrutura para que os pacientes que necessitarem de assistência tenham um acesso mais rápido aos leitos hospitalares de Covid, permanecendo o menor tempo possível nas unidades de pronto-atendimento”, afirma.

Você pode querer ler

Mais quentes