IPCA de janeiro teve aumento de 0,20% na RMBH

By

Grupo Alimentação e Bebidas apresentou o maior aumento
Em janeiro de 2020, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou
aumento de 0,20% na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O índice para a RMBH
representou o oitavo maior resultado mensal entre as 16 áreas pesquisadas. No país, a variação
mensal foi de 0,21%. A variação acumulada em doze meses foi de 3,68% na RMBH, o quarto
menor resultado entre as áreas de abrangência da pesquisa, e de 4,19% no Brasil

Na RMBH, dos seis grupos que tiveram variações positivas, quatro apresentaram
aumentos acima da média (0,20%); Alimentação e bebidas (0,60%), Transportes (0,43%),
Educação (0,31%) e Comunicação (0,24%). Houve deflação nos grupos Vestuário (-0,46%),
Saúde e cuidados pessoais (-0,15%) e Habitação (-0,03%)

Do grupo Alimentação e bebidas (0,60%) vieram os subitens com maiores variações
percentuais positivas em janeiro de 2020: tomate (41,15%), cenoura (30,99%), batata inglesa
(28,20%) e banana prata (12,31%). Por sua vez, do grupo Transportes (0,43%), podemos
destacar o aumento de 7,89% na passagem do ônibus intermunicipal e de 3,95% no etanol.
Entre os grupos que apresentaram deflação, os subitens de Vestuário (-0,46%) com as
maiores quedas foram vestido infantil (-3,40%), conjunto infantil (-3,34%), calça comprida
feminina (-2,74%) e blusa (-2,69%). Já os subitens de Saúde e cuidados pessoais com as
quedas mais expressivas foram produto para pele (-5,53%) e perfume (-4,66%).

Fonte IBGE

 

Você pode querer ler

Mais quentes