João Oliveira garante estar pronto para fazer carreira decolar em 2021: “Meus números não mentem”

By

Lutador mineiro conquistou no último mês de dezembro o cinturão peso-galo do Gladiators Fight Night

João Oliveira fechou o ano de 2020 com chave de ouro, apesar das poucas oportunidades que apareceram devido a pandemia, o mineiro agarrou as chances que teve com unhas e dentes. No início do ano passado, o atleta venceu Iure Leite no Jungle Fight, e quando já esperava encerrar o ano com apenas uma vitória, foi chamado para estrelar a terceira edição do Gladiators Fight Night.

O lutador mineiro deu um verdadeiro show no evento, mesmo enfrentando outro grande nome do seu estado, fez bonito, e venceu por finalização no primeiro round para levar o título peso-galo da organização para casa.

— Acredito que foi uma boa luta, deu para mostrar um pouco de como é o meu grappling aplicado ao MMA, ocorreu exatamente tudo como o planejado, tudo que o meu oponente fez na luta eu já esperava, estava sempre 1 passo à frente dele — analisou a jovem promessa.

O atleta de apenas 23 anos já se destaca como um dos principais atletas jovens do país quando o assunto é MMA. Somando diversas passagens pelo Jungle Fight, evento no qual acumulou 4 vitórias em 5 combates, o lutador já possui uma certa experiência, mesmo com a pouca idade. Questionado sobre a sua forma e amadurecimento, o lutador acredita que a tendência é enfrentar adversários cada vez mais complicados no cage:

— Com certeza a cada luta que passa fica nítido o meu amadurecimento como atleta, sempre fui preparado para enfrentar qualquer rival. Agora o nível dos oponentes vai aumentando e exigindo naturalmente que meu nível também aumente, consequentemente as lutas vão se tornando cada vez mais empolgantes para o público.

Natural da cidade de Contagem, João Oliveira é pupilo do Mestre Borracha, irmão mais velho e treinador de Paulo Borrachinha, um dos maiores nomes do Brasil no UFC atualmente.

Em busca de voos mais altos na carreira, o mineiro espera que o próximo ano seja de novas conquistas:

— Tenho fé que esse ano, apesar de ainda estarmos no meio de uma pandemia, o mercado do MMA vai voltar a ficar aquecido e grandes oportunidades vão aparecer. Sou um lutador que todo promotor quer ter no seu evento, sou profissional, nunca fiquei sem bater o peso (minha obrigação), promovo e divulgo as lutas e o mais importante, dou show dentro do cage e meus números não mentem, das 9 vitórias 6 delas são por via rápida provando que sou um atleta definidor. 2021 é o ano de colocar o “Diamante” para brilhar nas maiores vitrines do mundo — finalizou o mineiro.

No cartel profissional, João agora acumula 9 vitórias em 12 confrontos disputados na carreira. Oriundo da arte suave, João venceu a maioria de seus combates por finalização, seu carro-chefe nas artes marciais mistas.

Fotos: DS Photos

Você pode querer ler

Mais quentes