Mitos e verdades sobre o coronavírus

By

Até o mês de fevereiro não há casos confirmados da doença em Contagem ou no estado.

Repórter:  – Foto: Divulgação

Sempre que surgem pandemias (epidemias globais), como o coronavírus, é comum ocorrer a divulgação de notícias falsas que causam alardes na população. O Ministério da Saúde criou um site específico para verificar se um assunto é ou não mito ou fake news (clique aqui para acessá-lo) 
Além de combater as notícias falsas, as ações de prevenção e conscientização são fundamentais nesse período. Em Contagem, a prefeitura segue o plano estadual de contingência para emergência em saúde pública, publicado pela Secretaria de Estado de Saúde. O município vem adotando as medidas necessárias para a notificação, acompanhamento e diagnóstico dos pacientes com suspeita da doença. Além das orientações necessárias para os pacientes em toda a sua rede de saúde.
Os pacientes que estiveram nos países com casos confirmados e apresentam sintomas da doença, devem procurar o sistema de saúde, seja particular ou público para atendimento e notificação. A médica Infectologista da Secretaria Municipal de Saúde, Tânia Marçal, informou que, até o mês de fevereiro, não há casos confirmados da doença em Contagem ou no estado.
Entenda o coronavírus
O Coronavírus é uma família de vírus, conhecida há muito tempo, responsável por desencadear desde resfriados comuns a síndromes respiratórias graves. Os primeiros casos foram confirmados no dia 31 de dezembro na cidade de Wuhan, província de Hubei na China.
 Os sintomas são: Febre, dor de garganta, coriza e mal estar.
• Forma de prevenção: lavar as mãos com freqüência, evitar contato próximo com pessoas doentes, utilizar a etiqueta da tosse, utilizando lenço para cobrir a boca e o nariz quando for tossir ou espirrar, ou tossir ou espirrar para dentro da roupa, sempre lavando as mãos em seguida.
• O corona se assemelha a outras doenças (gripe aviária, gripe suína), pois os sinais e sintomas são parecidos, mas os vírus são diferentes.
• O medicamento antiviral (Tamiflu) que é utilizado para tratar gripe não tem efeito contra o coronavírus.
• Pessoas de maior idade tem mais risco de agravamento em doenças infecciosas e isto vem sendo observado de forma importante na infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV 2).
• Também são preocupantes as situações de imunossupressão (indivíduo imunossuprimido é vulnerável a infecções oportunistas), presença de doenças crônicas no coração, pulmão e rins, gestantes.
Na infecção tem se observado que o número de casos em crianças, que também representam um risco maior de complicações, é bem menor que na população adulta.
• Até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

Você pode querer ler

Mais quentes