Móveis inutilizáveis são recolhidos nas escolas

By

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) começou a recolher nas escolas carteiras e aparelhos eletrônicos quebrados e inutilizáveis. O objetivo é deixar as escolas mais limpas. O mutirão já foi realizado em 34 escolas.

A proposta é recolher os materiais sem condições de uso de todas as 115 escolas que pertencem ao município. As carteiras e os aparelhos eletrônicos recolhidos serão leiloados “Esse recolhimento é de extrema importância para o melhoramento do ambiente escolar e também para fazermos futuros investimentos com o leilão, que deve ocorrer em breve”, explica o Diretor de Logística e Suprimentos da Seduc, Hamilton Moreira Jardim.

O valor arrecadado com o leilão será revestido para melhorias e compras de suprimentos para as escolas. Os gestores escolares têm aprovado a ação já que os materiais ocupam grande espaço.“A escola ficou mais limpa e mais segura. Infelizmente não tínhamos um local para armazenar as carteiras quebradas”, destaca o diretor da Escola Municipal Heitor Villa-Lobos, Rogério Lopes, que acumulava os materiais estragados atrás do teatro da instituição.

Novo mobiliário

A Seduc tem investido na compra de novos mobiliários. São conjuntos de carteias, mesas de professores, armários, conjuntos de refeitório, quadros, armários. Berços, carrinhos de bebê, arquivos e estantes de bibliotecas. Na atual gestão, até o momento, 56 escolas já receberam os mobiliários. São peças modernas que proporcionam conforto aos estudantes. O investimento ultrapassa R$ 8 milhões.

Você pode querer ler

Mais quentes