Obras do viaduto Beatriz e do Terminal Sede são retomadas em Contagem

By

As obras do viaduto Beatriz e do Terminal Sede serão retomadas a partir desta segunda-feira (22/2).  O anúncio foi dado pela prefeita de Contagem, Marília Campos, que esteve no canteiro de obras do Terminal Sede, na avenida João César de Oliveira, e na alça de entrada do viaduto Beatriz, no entroncamento da Via Expressa com avenida João César de Oliveira, na manhã deste sábado (18/2), acompanhada do vice-prefeito Ricardo Faria e do  secretário de Obras, Marco Túlio de Melo. A previsão é que as obras, que estavam paralisadas há mais de um ano, sejam concluídas no mês de agosto.

A atual gestão vai executar em torno de 98% das obras. A prefeita Marília Campos explica que o seu governo fez a revisão e renegociação para dar a boa notícia da retomada das obras para a cidade. “Queremos garantir mais mobilidade e agilidade para as pessoas se deslocarem. Segundo ela,  foi feita uma renegociação com a empresa RFJ Construtora Eireli e o ajuste para a execução das obras do Complexo Viário do Beatriz e também da infraestrutura do Terminal Sede, do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM). “Nós retomamos as negociações com a empresa, buscamos um realinhamento dos preços  e renegociamos os prazos de execução da obra, além de realizarmos algumas adequações no projeto”.

Com isso, a construção do viaduto Beatriz e do Terminal Sede vai gerar cerca de 70 empregos diretos. Marília solicitou a empresa responsável pelas intervenções para contratar  moradores da cidade  e que as vagas sejam disponibilizadas por meio do Sine Contagem. “Queremos que a empresa dê preferência para os trabalhadores de Contagem. Uma obra como esta, vai garantir mais agilidade ao trânsito e, além disso, gerar  renda, emprego e mais arrecadação para o nosso município”.

O secretário de Obras e Serviços Urbanos, Marco Túlio de Melo, explicou que após a discussão das adequações e realinhamentos necessários com a empresa responsável, “o novo contrato prevê a adaptação da pista da Via Expressa e o rebaixamento de 30 a 40 centímetros nesta pista, em relação aos viadutos existentes, para permitir a passagem  tranquila dos caminhões, dentre outras intervenções”.

O diretor da empreiteira RFJ Construtora Eireli, Júlio César Marques, lembrou que a partir de agora a obra seguirá a todo vapor, cumprindo um cronograma rigoroso para entregar a obra no prazo de 180 dias.

COMPLEXO VIÁRIO DO BEATRIZ

Quando concluídas as intervenções,  o número de faixas dos elevados passará de duas para quatro no sentido Sede/Eldorado e para três no sentido contrário. As faixas centrais, nos dois sentidos, serão de passagem exclusivas para o Sistema Integrado de Mobilidade.

Para a obra do viaduto do Beatriz serão aplicados R$ 15,5 milhões, oriundos do  Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

A reestruturação do Complexo Viário do Beatriz é uma demanda antiga da população que vai melhorar o trânsito da cidade entre as regionais Eldorado e Sede. As demais melhorias são a redução da inclinação de rampas, evitando quebra dos veículos semi-reboques, e o alargamento das alças para melhorar o raio de giro dos semi-reboques.

Outras intervenções também estão previstas nas vias adjacentes, como a adequação viária da avenida Carmélia Dutra, que dá acesso ao bairro Beatriz, e o sentido duplo de tráfego da rua José Pedro de Araújo, que liga o bairro Beatriz à avenida João César de Oliveira.

O Complexo Viário do Beatriz contempla ainda a implantação do Corredor Norte-Sul, que vai interligar as regiões da Cidade Industrial e de Nova Contagem por meio da construção do Terminal  Sede, em frente ao 18º Batalhão da Polícia Militar, e Terminal Darcy Ribeiro, em frente à entrada do bairro homônimo na LMG-808.

TELEFÉRICO

Além da retomada das intervenções do viaduto Beatriz e do Terminal Sede, várias outras obras  estão sendo retomadas pela atual administração. Dentre elas, as obras do viaduto Teleférico em Contagem que tem como objetivo reduzir o tempo de deslocamento entre as regionais Ressaca e Eldorado, permitindo assim, a funcionalidade do Corredor Ressaca, que terá 9 km de extensão, abrangendo as avenidas Severino Ballesteros Rodrigues, João Gomes Cardoso, Teleférico, Babita Camargos e General David Sarnoff.

 

Repórter Cristiane Oliveira

Fotógrafo Newton de Castro Resende

Você pode querer ler

Mais quentes