Oeste e Centro regridem para faixa vermelha da reabertura

By

Estado tem maioria das regiões na onda mais restritiva. Apenas a macrorregião de saúde Triângulo-Sul permanece verde

As macrorregiões de saúde Oeste e Centro de Minas regrediram na fase de reabertura econômica do Plano Minas Consciente do Governo do Estado. Ambas passaram da onda amarela para a vermelha, que permite o funcionamento apenas para serviços essenciais.

A reclassificação foi publicada no Minas Gerais, Diário Oficial do Estado, do último dia 31 de dezembro, por meio da Deliberação 114 do Comitê Extraordinário Covid-19.

Com isso, no momento, nove das 14 macrorregiões de saúde do Estado figuram na onda mais restritiva do Plano, na qual também estão Centro-Sul, Jequitinhonha, Leste, Leste-Sul, Nordeste, Sudeste de Minas e Vale do Aço.

Em sentido oposto, o Sul de Minas progrediu para a fase intermediária, a amarela, em que também estão estabilizadas as regiões Noroeste, Norte e Triângulo-Norte.

Apenas a macrorregião Triângulo-Sul permanece na onda verde.

Minas Consciente – O Plano é uma ferramenta do governo mineiro para a retomada socieconômica gradual, com controle da pandemia.

O comitê monitora aspectos relacionados a índices de contágio e percentuais de ocupação de leitos, por exemplo, e, semanalmente, revisa e publica a reclassificação das macrorregiões de saúde para a abertura.

Os serviços são agrupados em três ondas: a vermelha permite apenas atividades essenciais como supermercados e farmácias; na intermediária amarela, constam serviços não-essenciais como comércio de vestuário e papelaria; e a de maior abertura, a verde, autoriza o funcionamento de serviços e atividades não-essenciais e com maior risco de contágio, como cinemas e academias. Confira em qual onda se encontra cada segmento.

Legenda da foto: Uberaba está localizada na única macrorregião de saúde do Estado que figura na faixa de maior abertura – Arquivo/ALMG – Foto:Willian Dias

Fonte: https://www.almg.gov.br/acompanhe/noticias/arquivos/2021/01/04_deliberacao_comite_covid_minas_consciente.html

Você pode querer ler

Mais quentes