Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania celebra o Dia do Orgulho Autista

By

A data é comemorada no dia 18 de junho com o objetivo do reconhecimento do potencial inato de todas as pessoas, incluindo aquelas no espectro do autismo

Repórter:  – Foto: Divulgação

O Dia do Orgulho Autista, é celebrado no dia 18 de junho com o objetivo do reconhecimento do potencial inato de todas as pessoas, incluindo aquelas no espectro do autismo. Com esse intuito, a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, em parceria com o Grupo de Apoio ao Autista, Pais e Familiares de Contagem (Grupo A+), compartilha diversos depoimentos de autistas e seus familiares no Instagram do grupo.

O grupo foi fundado a partir da união de várias mães que começaram a conversar sobre o assunto nas redes sociais. Em 2009, elas marcaram um encontro presencial. Já em 2013, deram um nome para ele. Já como Grupo A+, os integrantes vêm fazendo trabalho intenso para melhorar e lutar pelos direitos dos autistas. O objetivo é levar informações a respeito do Autismo a toda a sociedade e compartilhar experiências entre famílias afetadas por esta síndrome.

Confira alguns depoimentos:

Josy Silva – mãe de Reinaldo Júnior, 14 anos, autista.

Josy é uma das fundadoras do Grupo Amais, conselheira no Conselho Municipal da Pessoal com Deficiência, Conselheira Estadual da Reunida MG e, para ela, o mais importante: ser mãe do Reinaldo Júnior. “O Reinaldo foi diagnóstico, com quase três anos de idade, no nível 3 TEA. Hoje, 18 de junho, Dia do Orgulho Autista, tenho orgulho da minha força, minha fé, orgulho de vencer cada preconceito e diferença que passamos nessa sociedade. Tenho orgulho de levantar a bandeira da conscientização do autismo e mostrar que todos os autistas têm que ser respeitado nas suas limitações e diferenças. Tenho orgulho de me tornar uma pessoa com mais empatia pelo próximo, além de ser mãe do Júnior, que é um adolescente que demonstra todo dia, através do seu sorriso, um amor verdadeiro e incondicional”.

Thales Neto – Autista de grau leve e pai de Guilherme, 5 anos, autista de grau moderado e paralisia cerebral.

“Sei que para muitos pais e autistas é difícil falar em orgulho autista. Afinal, grandes são as lutas, barreiras e dificuldades encontradas no nosso dia a dia. O Dia do Orgulho Autista é importante, pois apesar das dificuldades, temos que nos orgulhar sim de quem somos: pessoas autistas! É preciso que nós mesmos nos respeitemos acima de tudo e tenhamos amor por quem somos e por tudo que vencemos diariamente. Assim eu vejo o orgulho autista! Como um dia de reafirmar que nós, autistas, mesmo com tantas dificuldades, nos amamos, nos respeitamos e valorizamos nossas vidas. Parabéns a todos os autistas. Força pra todos nós que lidamos com as lutas do autismo. Eu tenho orgulho sim de mim e do meu filho! Nada no mundo me tirará esse orgulho de acreditar em nós”.

Aldo Oliveira Carvalho – pai de Esther de Oliveira Carvalho, 6 anos e autista.

Sobre autismo, cada um tem uma história de lutas, dificuldades, ansiedade, medos. São muitas dificuldades a serem enfrentadas ainda. Sinto orgulho de ter um dia Mundial do Orgulho Autista, pois, pra mim, é importante ter uma referência esclarecedora para a sociedade, para mostrar que cada autista é único, assim como todas as pessoas. Tenho muito orgulho da minha filha porque a cada dia ela desenvolve mais suas habilidades e sua personalidade. Ela ama atividades físicas, vai a natação e ao bale. Me orgulho porque aprendo muito mais com ela, do que ela comigo.

Significado da sigla:

“A+” de algo positivo e adicional em relação ao Autismo
“A+” no sentido de um suporte adicional
“A+” as famílias
“A+” do verbo Amar: vos amais.

Clique aqui para acessar o Instagram do grupo.

Você pode querer ler

Mais quentes