STAR WARS, FICÇÃO X EVOLUÇÃO SOCIAL

By

Por: Vandernilson de
Araújo Advogado

Basta olhar para o lado para percebermos que o mundo mudou, em um passado muito próximo valores como respeito, empatia, educação, trabalhavam juntos como forma de conduzir uma argumentação, de definir um conflito e por que não encaminhar uma ideia de oposição.

Defender uma argumentação está cada dia mais difícil, hoje todos têm opinião formada para todos os temas, todo mundo sabe de tudo e tem alguém que faz absolutamente tudo.

Neste sentido, ninguém duvida da importância da construção de relacionamentos para uma evolução social, agregar conhecimento, sabedoria, dentre outros adjetivos tão cobiçados é objetivo de todos nós enquanto cidadãos. Mas qual preço estamos dispostos a pagar por algumas características?

Sim meu amigo, minha amiga o mundo evoluiu, e precisamos nos colocar no lugar do outro, para antes de proferirmos qualquer juízo de valor imaginar o que a pessoa sente naquele momento. E isso é um exercício diário, ou seja, empatia e educação caminham lado a lado, sem um o outro não evolui.

No último dia 21 de outubro a Disney publicou no intervalo de um jogo da NFL (Liga de Futebol Americano) o ultimo trailer que antecede a Estreia do último filme desta saga, mas o qual a ligação com a evolução? Calma já respondo!!!

A saga idealizada por George Lucas, mesmo que indiretamente promove uma comparação política, social pela busca do poder, aonde a “Ordem Jedi” e a Republica são destituídos pelo Império que absolutamente que governar pelo uso da força, sujeitando todas as nações as sua conveniência e oportunidade.

E assim como na saga, a vida real é repleta de pessoas que querem deter o poder, pelo simples poder, sem respeitar o outro, ou ter o mínimo de empatia com o universo que o cerca. Assim o equilíbrio que tanto se fala no uso da “Força”, obviamente sucumbe aqueles que detém o poder.

Entretanto nos filmes resta demonstrado que o verdadeiro poder está dentro de cada um de nós, e que podemos usá-lo da melhor forma que conviermos, para o bem ou para o mal.

Promovendo então um raciocínio logico, analisando a busca desenfreada por sucesso, dinheiro, poder, como você tem usado sua Força? Mais do que falar de um universo fictício, cheio de lutas com Sabres (espadas) de luz, quando a ideia de jovens rebeldes lutando contra um império opressivo, devastador baseado exclusivamente na escravidão, no medo e na morte.

Esta guerra da ficção serve de base para nossa realidade, quais valores acreditamos que sejam os ideais? O que vamos enraizar como projeto de vida? Assim os grandes momentos de esperança da humanidade não podem ser simples passageiros, se torna essencial um trabalho diário para construção de uma sociedade melhor. Entretanto esperar que o retorno moral como forma de justiça pode não ser a melhor lição ou a forma correta de heroísmo.

Promovendo pôr fim analogia social, o mau temperamento, pragmatismo, dinastia familiar e histórias de acordos esdrúxulos que norteiam a nossa sociedade e não se demonstram consumidos pelo poder, pelo contrário, há uma conflagração pelo uso da força, aonde Educação e Empatia não fazem parte como referência é essencial uma advertência que se torna muito perigoso acreditar em grandes de duradouras mudanças, sendo que o inverno e a fome sempre voltam. Antes de evoluirmos em sociedade, precisamos evoluir como pessoas, para assim crescermos com Humanidade.

Você pode querer ler

Mais quentes